Escritório Carvalhaes - Corretores de Café Rua do Comércio, 55 - 8ª andar - Santos/SP - Brasil - Cep. 11010-141 - Tel. (13) 2102-5778 -23.93422, -46.328565

Boletim semanal - ano 91 - n° 29

Abaixo está o último boletim publicado.

Se quiser consultar boletins anteriores, clique aqui.

Santos, sexta-feira, 19 de julho de 2024

Os contratos de café, na ICE Futures US, em Nova Iorque e na ICE Europe, em Londres, recuaram está semana. Na segunda-feira, em um movimento de realização de lucros, e nos demais dias, com o ambiente negativo nos EUA após o atentado a Trump, que mexeu com todos os mercados. Outro fator que contribuiu com a queda, foi a forte alta do dólar frente ao real, de 3,18 % na semana. A valorização do dólar frente ao real estimula fundos e especuladores a derrubarem as cotações, para capturarem parte deste ganho dos preços do café em reais.

Na ICE Futures US, os contratos de arábica para setembro próximo, que subiram 1.980 pontos na semana passada, recuaram 1.055 pontos. Os de robusta, na ICE Europe, perderam 87 dólares nas cotações para setembro, depois de subirem 432 dólares por tonelada na semana passada.

Em nossa opinião, os fundamentos permanecem os mesmos. As preocupações com a oferta global de café são crescentes e inquietam o mercado. Ninguém mais dúvida da quebra na produção brasileira de café 2024/2025. O mês de julho ainda não terminou, e com o tempo seco, sem chuvas, a colheita brasileira avança com rapidez, já devemos ter colhido mais de 2/3 da produção deste ano. As informações que chegam de todas as regiões produtoras de arábica e de conilon, confirmam a quebra, não só devido ao tamanho dos grãos, ante os números anteriormente estimados. Já não há dúvidas sobre o volume severamente baixo de grãos peneiras 17 acima e de CDs - cereja descascados.

Os problemas climáticos continuam, tanto no Brasil como nos demais países produtores, e com o La Niña entrando neste segundo semestre, aumenta dia após dia a preocupação com o tamanho da próxima safra global de café 2025/2026.

Não há nenhuma previsão de normalização climática neste ano e no próximo. Todo esse cenário deverá dar sustentação aos preços do café, em meio a muita oscilação e especulação.

Os contratos de arábica para setembro próximo na ICE americana, oscilaram hoje 825 pontos entre a máxima e a mínima, batendo na máxima do dia em US$ 2,4185 por libra peso. Fecharam o pregão valendo US$ 2,3820 por libra peso, em queda de 270 pontos. Ontem caíram 225 pontos e anteontem 45 pontos. Na terça-feira subiram 145 pontos e na segunda recuaram 660 pontos. Caíram nesta semana 4,24 %, ou 1.055 pontos. Na sexta-feira passada fecharam valendo US$ 2,4875 por libra peso, em alta de 8,6 %, somando 1.980 pontos de alta nessa semana.

Na ICE Europe, em Londres, os contratos de robusta para setembro fecharam hoje valendo US$ 4.530,00 por tonelada, em alta de 51 dólares. Ontem caíram 91 dólares e anteontem 2 dólares. Na terça-feira perderam 11 dólares e na segunda recuaram 34 dólares. Caíram nesta semana 1,88 %, somando queda de 87 dólares. Fecharam a semana passada a US$ 4.617 por tonelada, acumulando ganhos de 10,3 %, somando 432 dólares de alta.

Os estoques de cafés certificados na ICE permaneceram estáveis hoje. Fecharam o dia em 818.230 sacas. Há um ano eram de 541.266 sacas, quando eram considerados criticamente baixos. Subiram neste período 276.964 sacas. Subiram 12.864 sacas nesta semana. Na semana passada caíram 5.993 sacas. No mês de junho subiram 22.623 sacas. No mês de maio subiram 125.013 sacas.

O dólar fechou a R$ 5,6040 em alta de 0,29 %. Ontem subiu 1,90 %. Acumulou alta de 3,18 % nesta semana. Fechou a sexta-feira passada a R$ 5,4310.

Em reais por saca, os contratos para setembro próximo em Nova Iorque terminaram esta sexta-feira valendo R$ 1.765,77. Fecharam ontem a R$ 1.780,69. Encerraram a sexta-feira passada a R$ 1.787,05. Terminaram a sexta-feira anterior a R$ 1.654,19.

Apesar da forte alta do dólar frente ao real no decorrer da semana, as cotações do café em queda nas bolsas, americana e londrina, levaram os compradores a diminuírem o valor de suas ofertas no decorrer dos dias. Os produtores não aceitaram as bases de preços oferecidas e permaneceram fora do mercado, que se manteve quieto, com volume pequeno de negócios fechados.

Há muita procura por lotes de CDs finos e graúdos, com boa porcentagem de peneiras 17 e 18. Mercadoria rara nesta nova safra.

Até dia 19 os embarques de julho estavam em 1.272.375 sacas de café arábica, 546.482 sacas de café conilon, mais 184.815 sacas de café solúvel, totalizando 2.003.672 sacas embarcadas, contra 1.923.974 sacas no mesmo dia de junho. Até o mesmo dia 19 os pedidos de emissão de certificados de origem para embarque em julho totalizavam 2.508.954 sacas, contra 2.346.375 sacas no mesmo dia do mês anterior.

A bolsa de Nova Iorque – ICE, do fechamento do dia 12, sexta-feira, até o fechamento de hoje, dia 19, caiu nos contratos para entrega em setembro próximo 1055 pontos ou US$ 13,95 (R$ 78,21) por saca. Em reais, as cotações para entrega em setembro próximo na ICE, fecharam no dia 12 a R$ 1.787,05 por saca, e hoje sexta-feira, dia 19, a R$ 1765,77. Hoje, nos contratos para entrega em setembro, a bolsa de Nova Iorque fechou em baixa de 270 pontos.

Escritório Carvalhaes

 

Cotações de Café

quarta-feira, 24 de julho de 2024

 

US$/saca 60 Kg

Gráfico
  • CD Finos
  • Fino/Extra
  • Boa Qualidade

  • Duro Fraco
  • Riados
  • Rio

  • Consumo Dura
  • Consumo Riada
  • NY

Mercado físico:

23/07/2024 - Calmo - Poucos vendedores

Indicador de preços OIC - 23/07/2024
- Colombian Mild Arabicas: 259.73
- Brazilian Naturals: 240.28
(US cents por libra)

Fonte: OIC - Organização Internacional do Café

Mercado de Café safra 2023/2024
Cafés Físico Fech. Mín. Máx.
CD Finos 23/07/241,540,001,570,00
Fino/Extra 23/07/241,500,001,540,00
Boa Qualidade 23/07/241,470,001,500,00
Duro Fraco 23/07/241,390,001,440,00
Riados 23/07/241,340,001,390,00
Rio 23/07/241,300,001,330,00
Consumo Dura 23/07/241,280,001,320,00
Consumo Riada 23/07/241,260,001,300,00
por saca 60,5 kg - tipo 6 para melhor (em R$) Fonte: Carvalhaes
Cotações de NY
contrato fech. U$ var. R$
SEP24 23/07/24 239.10 -395  1.766,75 
DEC24 23/07/24 237.50 -380  1.754,93 
MAR25 23/07/24 235.85 -360  1.742,73 
MAY25 23/07/24 232.90 -340  1.720,94 
JUL25 23/07/24 230.10 -330  1.700,25 
SEP25 23/07/24 227.50 -320  1.681,03 
U$ cnt / Lb - R$ / saca 60 kg (contrato C)
Cotações da Bolsa de São Paulo (BMF)
contrato fech. U$ var. R$
JUL24 23/07/24 302.25 -400  1.688,37 
SEP24 23/07/24 296.10 -390  1.654,01 
DEC24 23/07/24 290.00 -440  1.619,94 
MAR25 23/07/24 287.85 -475  1.607,93 
por saca 60,5 kg
Cotações da Bolsa de Londres (LIFFE)
contrato fech. U$ var. R$
JUL24 23/07/24 4,657.00 -169  26.014,00 
SEP24 23/07/24 4,481.00 -100  25.030,87 
NOV24 23/07/24 4,327.00 -80  24.170,62 
JAN25 23/07/24 4,142.00 -66  23.137,21 
por tonelada - café robusta
cotações do câmbio
moeda un valor data
Dólar Com. R$ 5,5860 23/07/24
Euro US$ 1,0852 23/07/24